sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Dúvidas sobre Calgary

Hoje recebi uma mensagem do Vítor, lá de Maceió, com um questionário muito interessante sobre variados tópicos relacionados à vida aqui em Calgary, formulado por ele e Sara, Anne & Samir e Carol.

Como acho que as perguntas foram muito interessantes, acho que pode ser útil compartilhar o questionário e as respostas aqui no blog.

Quem quiser fazer contribuicões, é só deixar comentários que vou atualizando o texto futuramente.



Chegando em Calgary


1. Quais as primeiras providências que deveremos tomar ao chegar em Calgary? Exemplo: Quais são os documentos que precisamos tirar no início? Onde obtê-los (endereço e telefone)? Quanto custa? Mais alguma dica?

R- Recomendo sempre que se vá diretamente a uma das agências de apoio ao imigrante (CCIS - http://www.ccis-calgary.ab.ca/ - e Immigrant Services Calgary - http://www.immigrantservicescalgary.ca/). Lá pessoas especializaddas vão dar muitas informações a vocês. Quando chegamos, fomos na Immigrant Services e fomos bem atendidos. Nossos amigos de Recife que chegaram 1 mês atrás foram no CCIS e foram mais bem atendidos ainda. Fiz um curso para me ajudar na busca por emprego no CCIS que foi muito legal (Employment Communication Workshop). Fora isso, as primeiras providências são: passar no prédio do governo federal para tirar o SIN, passar na central de atendimento do Alberta Health para tirar o cartão de saúde e abrir uma conta em banco. Nada disso é complicado.

2. Onde compramos o cartão de transporte? Poderemos obtê-lo em qualquer estação ou existe alguma específica para comprá-lo? Quanto custa?

R- Há 3 opções para pagar o transporte: 1) com moedas ao custo de 2.5 cada viagem (o valor tem que ser exato, pois não dão troco). 2) comprar um talão com 10 passagens (a 2.1 cada viagem), o que é prático e pode ser obtido em uma infinidade de lugares, como lojas de conveniência, supermercados e nos postos de venda do Calgary Transit. 3) comprar um passe mensal por 75 dólares, o que é mais prático ainda e sai mais em conta se a pessoa andar de ônibus/metrô diariamente. Os passes estão a venda no finalzinho de cada mês e no início do mês vigente, nos mesmos lugares onde comprariam o talão.

3. Existe algum órgão governamental ou não governamental que você(s) nos indicaria a procurar que ajudam imigrantes? Qual(is)? Em que eles ajudarão? Qual o endereço?

R- Resposta já dada na questão 1.

4. Vocês tiveram algum apoio do governo quando chegaram no Canadá?

R- O apoio do governo é indireto, patrocinando estas ONGs que nos dão assistência e provendo as aulas de inglês do LINC. De resto, somos elegíveis aos mesmos programas que os canadenses de baixa renda são: subsídio para day care das crianças, assistência oftalmo e dentária para as crianças, food hamper (ajuda alimentícia provida por uma ONG) etc. As agências de apoio vão dar estas informações. P.S.: nós fomos “baixa renda” pelos 5 primeiros meses, até eu conseguir meu emprego atual...

5. Como foi a adaptação de vocês, como foi lidar com o idioma. Surgiram dúvidas, bateu algum desespero? O que foi mais difícil para vocês?

R- A gente é meio camaleão, principalmente eu... Como meu inglês já estava afiado, não tive problemas e pude ser o ponto de segurança da família. Mildred passou por seus momentos “down”, mas logo os benefícios da vida aqui superaram qualquer dificuldade. Ela ainda está batalhando com o inglês, mas isto não a tem abalado. As crianças são incríveis. Na idade dos nossos, tudo é festa. Mesmo no inverno, mesmo não falando inglês nos primeiros meses de creche/escola, nunca reclamaram. Cada dia era uma novidade, o que ajudou bastante. Hoje falam inglês bem direitinho e já começam até a acompanhar as músicas no rádio!!! Ou seja, até agora, só alegria! E a muito ainda a ser conquistado.

Calgary



6. Calgary é uma cidade segura?

R- Para quem já morou no Rio, Recife e Salvador (Mildred foi assaltada em todas estas cidades), aqui é o paraíso! Temos assistido alguns incidentes entre gangues, mas nada que afete a população em geral. Aqui foram 23 assassinatos no ano passado, NENHUM à esmo. Todos relacionados a gangues ou crimes passionais. Eu dificilmente tranco meu carro (o velho, pois o novo tem a tranca no chaveirinho...). Os meninos – 5 e 6 anos – brincam livremente na rua, sem supervisão (nossa rua é sem saída, ou seja, só trafegam os carros dos moradores). Tivemos uma discussão acalorada num grupo em que participo, quando um mané quis insinuar que o Canadá não é seguro... Todo mundo que mora aqui caiu de pau.

7. Qual(is) o(s) melhor(es) lugar(es) para se viver em Calgary (bairro: segurança, preço, localização)?

R- Eu particulamente adoro minha região, que é o oeste de Calgary. Mais a oeste fica melhor ainda! Também estou aprendendo a gostar do extremo sudoeste, onde nossos amigos de Recife estão morando. Também gosto no noroeste. Fujam de certas regiões do NE e do SE, acima e abaixo da Memorial Drive. Bowness, no NW, também não é legal. Muitos casais sem filhos tem optado por morar no centro ou no beltline (região que circunda o centro). Há uma vantagem logística, mas é outro estilo de vida... Os principais pontos de venda de droga ficam ao longo da 7 e 8 avenidas, o que dá um ar mais pesado a esta região à noite. Mas ninguém irá importuná-los.

8. Quanto tempo dura o inverno e o verão de Calgary?

R- Em abril os primeiros dias agradáveis dão o ar da graça, mas ainda neva (bastante). Maio melhora e o verão “mesmo” é Junho (intercalado com MUITA chuva), Julho e Agosto. Esta semana (18/08) fez o dia mais quente da história. Mas hoje, 22/08, já está bem friozinho... De setembro a novembro, os termômetros vão só descendo. O bicho pega em dezembro, janeiro e fevereiro. Mas como costumo dizer: imigrante não tem direito a reclamar do clima!!! Comes with the package!

9. Qual o melhor lugar para se comprar roupas, alimentos, móveis e coisas para casa?

R- Vamos ao Wal-mart pelo menos 2 vezes por semana... Compramos um monte de roupa lá, vários utensílios para casa, brinquedos e estamos sempre abastecendo a dispensa também, mas não tem padaria nem carne nem hortifruti. Tem um lugar chamado Value Village que vende roupas usadas.

Outro lugar bom para comprar comida é o Superstore, que é mais supermercado e menos loja de departamento (o Wal-mart é o contrário). Pequenas compras são feitas no Coop ou no Safeway, que são supermercados de bairro.

Móveis têm dois endereços: The Brick (cama de casal, sofá, mesa de jantar, cama de casal nova, TV grande, TV pequena) e Ikea (poltronas da sala, camas dos meninos, mesa de centro, cômodas para os meninos).

Utensílios para casa podem ser encontrados no Wal-mart, na Ikea e nas lojas de 1 dólar (especialmente a Dollarama).

10. Calgary é uma cidade fácil de se locomover?

R- Para a maioria dos lugares, sim. Venho de ônibus trabalhar no centro todo dia. Por onde o C-Train passa, a facilidade aumenta (sempre passando pelo centro, com pernas para o Noroeste (pela Crowchild Trail), Nordeste (pela 32 Street, se não me engano) e Sudoeste da cidade (ao longo da McLeod Trail). Estão prontos para começar a perna oeste agora (ao longo da 17 avenida) e a perna sudeste está em votação no conselho municipal. O site do Calgary Transit é muito bacana, especialmente o link “Trip Planner”, além dos detalhamentos das rotas (“Schedules”). Não vão passar aperto não.

11. Tem locais bacanas pra passear na cidade com as crianças (do tipo museu, parque, teatro)?

R- Adoramos os parques, e são MUITOS, para todos os gostos. Não somos muito de teatro, mas tem vários na cidade. Nesta temporara de verão e outono, a quantidade de shows de bandas famosas é íncrível. Alguns que eu lembro: Cherryl Crow, Santana, Mark Knopler (do Dire Straits), Lenny Kravitz, Elton John, Oasis, Ozzy Osbourne... É basicamente um show bom por semana por 4 meses. Os museus também são muito legais. Dá uma olhada no Calgary Attractions.

12. Você acha o sistema de saúde ruim daí? Por quê?

R- Não acho ruim não. A nossa saúde PRIVADA é melhor, pela pujança que nos proporciona e pela pouca espera para se fazer consultas e procedimentos. O único problema que vejo aqui é o tempo que se leva para marcar qualquer consulta (3 meses, em média). Ainda não precisamos de nada mais urgente, mas as emergências parecem bem equipadas e os médicos bem preparados. Estamos de consulta marcada com uma médica de família, que fará as vezes do nosso clínico, do pediatra e do ginecologista. Mas, quando precisamos ser atendidos na hora, vamos numa walk-in clinic aqui perto e temos pronto atendimento clínico, inclusive sendo encaminhado a clínicas especializadas quando necessário.

13.Vocês já encontraram algum médico da família?

R- Ops, esta também já foi respondida... Procuramos em abril, marcamos uma “entrevista” para julho e, nesta, consultas clínicas para outubro.

14. Vocês fazem o próprio imposto de renda?

R- Bem parecido como no Brasil. A diferença, além de alíquotas e deduções, é que a gente tem que compar o programinha. Como minha renda ano passado foi só 2 semanas, fiz no papel mesmo, sem dificuldade. Este ano, como estou trabalhando como prestador de serviço, vou pagar para um contador fazer.

15.Em relação ao banco, tem algum que seja melhor para imigrantes?

R- Não sei dizer. Tenho conta no PC Financial, que é uma marca do Superstore operado pelo CIBC, pois é de baixo custo (quase zero) e dá um bom rendimento na poupança (3,025% ao ano). Tenho também uma conta no Scotiabank, que me fez um cartão de crédito segurado (1000 dólares de limite mediante 1000 dólares de depósito). Não ouço o pessoal reclamar de banco. Os principais são o RBC, CIBC, Scotiabank, Bank of Montreal e o TD Canada Trust. O HSBC também está por aqui.

16.Como funciona a coleta de lixo em Calgary? É coleta seletiva? Há algum custo para tê-la?

R- Não tem coleta seletiva nem reciclam plástico, o que considero defeitos. Coloco nosso lixo doméstico na porta de casa para coleta toda sexta. Levo os recicláveis para os depósitos (estes são seletivos), onde coloco latas, caixas de leite, jornais & revistas, papelão e vidros. Os vasilhames reembolsáveis (pet, latinhas de alumínio e alguns vidros) são levados para cooperativas que te pagam por estes itens. Tiro de 8 a 15 dólares por visita.

A prefeitura está começando a distribuir um latão gigante para a gente colocar os recicláveis e tê-los coletados, não tendo que levar nos depósitos. Mas só começa a operar no ano que vem.

17. Já ouvimos rumores de que há enchentes em Calgary, é verdade?

R- Já aconteceu. O nível dos rios Bow e Elbow pode subir bastante no início do verão, com as chuvas e o degelo das montanhas, mas creio que as áreas afetas são só as ribeirinhas (leia-se as casas dos bacanas). Não sei bem. As cidades banhadas pelo Bow ao sul de Calgary (o Elbow encontra o Bow no centro de Calgary) são mais afetadas e tiveram problemas este ano.



Custo de vida

18. Qual o custo médio de vida em Calgary (para um casal sem filhos)?

· Aluguel: de 1000 (quarto e sala ou condo pequeno) a 1800 (casa bacana). Págavamos 1200 + energia num 2 quartos descente e pagamos agora 1400 + energia + gás + água por uma casa bem legalzinha.
· Feira: 500 (casal) a 800 (nós, com 4).
· Transporte: 75 por pessoa se pegar o passe ou 2.1 por viagem se pegar o talão.
· Roupa: varia MUITO. Um bom casaco custa de 70 a 100, assim como uma boa boa bota de neve. O resto é acessório! Uma calça jeans vaira de 15 a 40 (ou 400, mas aí é outra história...)
· Lazer: Nada custa menos de 10 dólares para entrar. Raramente custa mais de 20. Teatro e shows devem ficar entre 30 e 90 dólares por pessoa.
· Escola de línguas: LINC é gratuito. ESL é pago, tem que pesquisar
· Escola para os filhos: gratuita, exceto por algumas taxas que podem variar de 80 a 300 dólares por ano.
· Plano de saúde: o Alberta Healtah custa 88 por mês por família (mas paga-se trimestralmente). Será gratuito a partir do ano que vem, já que tá sobrando dinheiro no caixa da província.
· Carteira de motorista: 17 para o teste teórico (te dão a catetegoria 7), 60 para traduzir, 100 para o teste prático da categoria 5 e 22.5 para atualizar da 7 para a 5 (é emitida outra carteira). 22.5 para cada mudança de endereço ou outra autalização que requeira nova emissão
· Outros que queria adicionar: 19.7 para entrar no Parque Nacional de Banff...

19. Em relação escola, como providenciar a matrícula das crianças e como funciona o transporte escolar?

R- O primeiro passo é escolher entre o sistema público e o separate, mantido pela arquidiocese católica. Ambos são gratuitos. Dá uma ligada para o departamento de educação para marcar uma entrevista, onde vão ser fornecidos dados das crianças, alguns documentos e marcada uma avaliação para ver o nível de inglês e fazer outras análises pedagógicas.

A escola é designada conforme o endereço. Para colocar em outra escola (nosso caso, pois queríamos uma com jardim de infância em tempo integral para Lucas, o mais novo), tem que procurar a escola e entrar em lista de espera.

O transporte escolar é fornecido se o aluno morar a mais de 1,2km da escola e tem uma taxa anual. Se o aluno estudar em outra escola que não a que foi designado, não pode contar com transporte escolar.

20. Qual melhor época de alugar apartamento? E o que é preciso para alugar?

R- Eu aluguei no inverno e no verão e não tive dificuldades. O pessoal de Recife que chegou a pouco também achou rápido. Tem gente – especialmente imobiliárias – que vão exigir do imigrante o primeiro mês + 3 meses adiantados + 1 mês de caução, o que eu acho um absurdo. O normal é pedirem o primeiro mês + 1 mês de caução (aqui se paga o aluguel antes do mês vigente, diferente do Brasil). Os contratos que eu assinei foram super simples e não se falou de fiador. Se trabalhar, é bom mostar o contra-cheque.

21. Serviços de estética e beleza são comuns por aí? Qual média de preço dos serviços?

R- São comuns e são bem caros, mas os preços variam. Um corte de cabelo pode variar de 25 a 60 dólares. Optamos por comprar uma máquina para Mildred cortar o cabelo de Lucas e meu (ter cabelo ruim às vezes é bom!!!). Ela e Gabi costumam ir no salão, mas numa freqûência infinitamente menor que no Brasil. Manicure foi pro saco. Ela comprou os apetrechos e faz em casa. Às vezes você pode encontrar uma amiga brasileira que quebre o galho...

22. Todo mundo fala que não devemos encher a mala com nossas roupas de inverno, porque elas estão preparadas para outro “tipo” de frio. Podemos esperar muita liquidação nas lojas canadenses?

R- Realmente não vale a pena comprar nada aí. Mas, se já tiver, recomendo trazer. Usamos todas as que trouxemos.

Roupas de inverno em liquidação, só na primavera... Mas dá pra montar o guarda-roupa para o primeiro inverno sem gastar tanto. Nós fizemos isso. A partir do segundo inverno, a gente compra mais uma coisinha ou outra e começa a ter mais variedade. Eu passei o primeiro inverno todinho com o mesmo casaco...

Mas tem sempre a Value Village para quebrar um galho.

23.E em relação a celular, os planos são caros?

R- Pago cerca de 90 por mês num plano família com 2 aparelhos que falam de graça entre si, já com os serviços de BINA, torpedo e mensagem de voz incluídos (são cobrados por fora). Dá pra pagar menos por planos mais simples ou mais, se quiser mais coisas. Um dos aparelhos saiu de graça e ou outro, melhorzinho, saiu por 50. Não acho caro não.

24.Você sabe dizer o mínimo que a pessoa deve ganhar para conseguir se manter (sem luxo)?

R- É uma opinião bem pessoal, pois o entendimento de luxo é bem subjetivo, tanto quanto o grau de sacrifício que cada um se dispõe a fazer... Para um casal, 3000 líquido. Um filho, 3500. Dois filhos, 4000. Para estas faixas de renda, considerem um desconto em folha de cerca de 30%.

25. Como tirar a carteira de motorista? Qual o custo?

R- Custos (copiado da 19): 17 para o teste teórico (te dão a catetegoria 7), 60 para traduzir, 100 para o teste prático da categoria 5 e 22.5 para atualizar da 7 para a 5 (é emitida outra carteira). 22.5 para cada mudança de endereço ou outra autalização que requeira nova emissão.

Dá uma olhada neste site. Fala tudo e mais um pouco. Vai-se num registry, o equivalente do nosso cartório, e pega um livrinho para estudar (também tem na internet, em PDF). Faz a prova (tem que acertar 25 das 30 questões e um monte de gente toma ferro) e, se passar, entrega a tradução da sua carteira no Brasil e a original também (tem que renunciá-la). Depois que o departamento de trânsito avalia sua experiência no Brasil, lhe autoriza a fazer o teste de direção. Também falei um pouco sobre isto no nosso blog.

26.Carros são baratos? Quanto custa?

R- Eu ainda fico de boca aberta com os preços dos carros, de tão barato. Nosso primeiro carro foi uma Dodge Caravan 94, que compramos de um mecânico miuto bem referenciado por 1.300 dólares. Dá pra comprar coisa melhor de 2.000 a 5.000 ou um carrinho legalzinho de 5000 a 10.000. Os carros novos começam em 11.340 (Hiunday Accent, o mais barato do mercado). Um Honda Fit bem equipadinho fica 20.000. Um Civic ou um Corolla, uns 22.000.

Emprego



27. Existe uma grande oferta de emprego? Quais os tipos de emprego mais comuns?

R- Vejo muita vaga na parte de TI e em todas as especialidades ligadas à indústria petrolífera. Se a pessoa já traz bagatem nestas áreas, o dilema da experiência canadense é grandemente diminuído. Para profissionais de áreas regulamentadas (saúde, engenharia, arquitetura, direito, entre outras), a coisa é mais complicada, pois estes têm que ser reconhecidos para exercerem suas profissões plenamente. A área de saúde é a mais complicada de todas, mas a engenharia não fica muito atrás (sou engenheiro, mas como atuo como gerente de projetos, minha certificação PMP conta mais que o título P.Eng, que ainda não estou buscando).

Trabalhos em profissões menos qualificadas (atendentes, vendedores, construção, almoxarifado) são amplamente disponíveis, mas pagam somente de 10 a 15 dólares por hora (deixo a matemática para vocês). A regra é: trabalhou, recebeu; não trabalhou, não recebeu.

Entreguei pizza por um tempo e foi legal (não atrapalha a busca por emprego). Trabalhei num frigorífico e me arrependo até hoje (atrapalhou a busca por emprego e ainda fiquei doente...).

28. Qual é a média do salário em Calgary? Isso é bom ou ruim?

R- Calgary tem provavelmente a média salarial mais alta do Canadá. Qualquer profissão mais bem qualificada vai render mais de 50.000 ao ano (bruto). Na medida que a especialização e a experiência vão aumentando, pode-se almejar salários de 75.000 a 120.000 ao ano. A turma já bem estabelecida profissionalmente e em cargos de responsabilidade (gerência ou supervisão ou especialistas técnicos sêniors) pode ganhar mais de 150.000 anuais tranquilamente.

18 comentários:

Sara e Vitor disse...

Oi Renato e Mildred! Tudo bem?

Ficamos muito felizes por vocês terem respondido nosso questionário e gostado. Vocês não sabem o quanto ele nos ajudou e esclareceu uma porção de coisas!

Obrigado por tudo!

Um grande abraço,

Vitor

Pai dos trigemeos disse...

Renato,
muito bom, super informativo.
So posso agradecer.
Abracos

Anne, Samir e Gabriel disse...

Renato...

Precisava vir até aqui e agradecer mais uma vez pela ajuda que vcs nos deram ao responder esse "pequeno" questionário.. Carinhosamente apelidado de GSI - guia de sobrevivência imediata.. rsrsrs

Beijos e ótimo fds pra todos..

Anne

Andreia Tyrie disse...

Oi pessoal, estou mudando para Calgary em Outubro meu marido ja esta trabalhando e aluguei uma casa que escolhi pela Internet, ele foi la conferiu e tbem gostou, fica em Hidden Valley/NW, uma pena nao ter tido a change de ler seu post antes de escolher, mas espero que seja legal e eu me adapte, parece longe da cidade-Centro, mas como o sistema de transporte funciona bem, espero nao me preocupar e meu marido falou que dirigir ai e muito melhor que aqui, entao espero me adaptar! Beijo pra vcs e espero conhece-los qdo chegar a Calgary. BOA SEMANA

Cau disse...

Obrigada pelos comentários que com certeza ajudarão muito!

Abraços,

Claudia

Eliane disse...

Renato, obrigada pelas dicas da carteira de motorista que o Paulo pediu para vc por telefone, ajudaram bastante, estamos aguardando para fazer a prova prática. Estamos nos ambientando e as dicas deste post são ótimas, desde já brigadão mesmo! Abraços,(precisamos marcar para nos conhecermos, adoramos o blog, os relatos da Mildred e etc.)
Eliane e Paulo.
Eliane

Carolina disse...

Muito obrigada Renato e Mildred por terem sido tão atenciosos em responder esse 'super questionário'. Assim como os demais blogueiros que já estão em Calgary e puderam complementar com suas percepções individuais.

abç,
Carol.

Neliane disse...

Oi!! Td bem?
Eu sempre passo por aki, mas nunca postei nada e hj resolvi postar para parabenizar esse tópico q está mto útil.

Parabens!!

Gislane, Wagner e Mirela disse...

Olá queridos!

Excelente post. Informações valiosas essas.

Deus os abençoe,
Gisa

Taís Jacques disse...

Renato e Mildred, parabéns pelo blog e pela disposiçao de responder o questionário que o pessoal bolou...Isto realmente, é muito importante para quem está pensando em migrar. Como seria bom, se na maioria dos lugares existissem pessoas como vcs. Vou procurar acompanhar mais seguidamente o blog .

abraços,

Taís Jacques

ps: conforme solictação acima, vou deixar meu e-mail e MSN para contato que são: taisgsa@bol.com.br e taisgsa@hotmail.com, respectivamente. Só fiquei surpresa, com a demora em conseguir uma consulta, 3 meses.

Taís Jacques disse...

Renato e Mildred, parabéns pelo blog e pela disposiçao de responder o questionário que o pessoal bolou...Isto realmente, é muito importante para quem está pensando em migrar. Como seria bom, se na maioria dos lugares existissem pessoas como vcs. Vou procurar acompanhar mais seguidamente o blog .

abraços,

Taís Jacques

ps: conforme solictação acima, vou deixar meu e-mail e MSN para contato que são: taisgsa@bol.com.br e taisgsa@hotmail.com, respectivamente. Só fiquei surpresa, com a demora em conseguir uma consulta, 3 meses.

Sara e Vitor disse...

Passando para deixar um abraço em todos e desejar um ótimo final de semana!

Um grande abraço!

Vitor

Sila & Carlos disse...

Puxa vidaaaaa... Simplesmente maravilhoso esse post de vocês. Parabéns. Estamos aqui ha apenas uns 10 dias. Cheguei de Recife e achei o verão daqui congelante, mas até que ja estou acostumada. Fiquei com muuuuuita falta de ar nos primeiros dias porque Recife é muito umido e a altitude é quase ou abaixo do nivel do mar e aqui em Calgary são mais de 1100 metros de altitude. Então estranhei bastante e fiquei bem cansada, mas também ja estou melhorando. rsrsrsrsr....
Beijinhossss

Gilles Villeneuve disse...

Olá pessoal eu estou marcando minha viagem para fim de 2009. tenho um blog pra dizer tudo que vai acontecer comigo tb desde juntar o dinheiro a aceitação do visto. Eu gostaria muito de fazer algumas perguntas. 1º Qual visto vcs aplicaram? Se foi o de trabalhador especializado eu poderia aplicar pelo temporario e depois substituir pelo permantente, pois minha intenção é viver ae mesmo. 2º Estou terminando a faculdade em 2009 já ví que isso me garantes 10 pontos para visto. Entretanto arranjar o emprego antecipado garante 20 e preciso dele lógico. Entretanto nos sites eles postam somente empregos que presumo não concederam de cara para um estrangeiro, já falo inglés sei que issop ajuda um poquinho mas o que quero mesmo saber é: As oportunidades de emprego são tão vorazes que eu conseguiria alguma coisa (pode ser até o antigo cargo de entregador de pizza)? Por favor me ajudem o blog é dez ajuda muito mas preciso de contato para não fazer nadinha errado segue meu msn villeneuvecello@hotmail.com. Um abraço obrigado pela iniciativa.

Fábia disse...

Oi Renato e Mildred, adoramos esse questionário serviu bastante para termos masi ainda a certeza de que queremos ir pra Calgary. Temos uma filha de 4 anos e espero que nos encontremos por aí, ainda não sabemos onde vamos morar a princípio, mas nosso amigo Robson está dando a maior força.
Um garnde abraço,
Fábia da Fonte - fabia_fonte@hotmail.com

Anônimo disse...

Oi Renato tudo bom, me chamo Giovani Araujo e moro em Natal. Assim como voce tenho uma adimiracao e paixao pelo Canada. Estou iniciando meu processo de imigracao atraves do Skilled Worker sem a proposta de trabalho, o Job Offer, pois nao a tenho. Terei de fazer o IELTS Exam e dar entrada. Gostei muito do Glog de voces e tenha a certeza que esta ajudando muito. Gostaria de compartilhar algumas duvidas com voce e agradeceria muito se voce pudesse me responder. Estou na Industria do Petroleo a mais de 6 anos e nao consigo o Job Offer. Sempre me cadastro nas vagas mas nenhuma multinacional me responde... Bom, estou nessa tentativa ja faz mais de um ano e como nao consigo o Job Offer resolvi aplicar para a Imigracao atraves do Skilled Worker. Gostaria de saber atraves de que meio voce conseguio seu Visto de Imigracao. Outro ponto que eu queria te falar he que sou Engenheiro de Petroleo e trabalho em uma empresa chamada Weatherford. Trabalho em uma linha Canadense chamada Drilling. Estou tentando ser transferido mas como a atividade de trabalho aqui no Brasil esta muito alta eles nao querem me transferir... sendo assim sou obrigado a aplicar para a Imigracao.
Desculpe ter escrito tanto no comentario, nao consegui visualiza seu email. Voce teria como me enviar uma resposta para me email
giovaniengenheiro@yahoo.com.br

Muito obrigado pela atencao,


Giovani Araujo.

Fabiana e Wanderson disse...

Nossa, que pena eu não ter encontrado seu blog antes, gente isso é bom d+ .... eu pretendo ir pra Calgary, mas as explicações gente foram excelentes.

Thank you!!

me add

msn: fabienne_pk@hotmail.com
skype: fabiana.marques.teles
blog: fabianaewanderson.blogspot.com

bye bye

Ricardo disse...

A explicação foi muito boa, só espero que de 2008 a situação seja a mesma ou tenha melhorado, pois estou pensando em ir a Calgary, meu contacto rmmaro@gmail.com.

Deus abençõe