terça-feira, 22 de julho de 2008

Saudade

Hoje minha filhota acordou saudosa, mas achei que fosse algo simples e normal, afinal sentir saudade faz parte da vida de quem faz escolhas como a nossa.
Como eu adoro escutar música, pegue e liguei o som da sala para ouvir músicas brasileiras e para variar fui escutar Ana Carolina primeiro e fui para cozinha terminar de fazer o almoço, quando Lucas me chama...quando estou descendo as escadas depois de atender Lucas, vejo que Gabi estava sozinha na sala sentadinha na cadeira ouvindo música, passei direto para a cozinha e derrepende ela me vem com uma carinha muito triste e os olhos cheio de lágrimas, dizendo que estava com saudades da vovó Vera e que queria muito estar com ela, fiquei triste de ver minha filha assim, então fui conversar com ela e ela começou a chorar muito e se deitou em meu colo dizendo que queria muito ouvir a voz da minha mãe, pois estava com saudades dos momentos de carinho com ela, foi quando eu fui para o computador ligar para Manaus onde minha mãe está, pois para quem não sabe, meu irmão mais velho acabou de se pai e minha mãe foi dar uma mão para eles...Falei com meu irmão que estava ligando para o skype deles e ninguém atendia e pedi que alguém fosse nos atender lá, pois Gabi queria ver também a vovó além de falar.


Ela conversou chorando com a vovó Vera e vovô Davim (meus pais) e a minha mãe acabou chorando também, acabei ficando com vontade de estar com eles naquele momento, mas tudo correu super bem, pois meu pai (vovô Davim) ficou brincando, Gabi e minha mãe ficaram mais alegrinhas, conversaram e riram, assim a saudade estava sendo eliminada, até quando eu não sei...


Agora ela voltou a sorrir e brincar, neste momento está na sala com o Lucas da Isabel e Lucas meu...rs, brincando de barraca, pegaram os lenções e os baús do quartos e fizeram maior bagunça na minha sala...rs, que delícia!!! Eu tenho deixado eles fazerem estas bagunças, para que eles possam curtir o máximo essas férias e o verão que daqui a pouco vai acabar.

Beijos e até a próxima

10 comentários:

Soraya Cruz Wallau disse...

Oi Mil, sabe q por aqui tbm bateu uma saudade no pequeno, mas nada como a tecnologia para nos socorrer, não é?! Mas aos pouquinhos eles vão sabendo lidar com essa saudade. Dá um bjinho meu na Gabiroba e qnd quiserem aparecer para eles brincarem e se distrairem pode vir q as portas estão abertas. Bjo grande para vcs e obrigada pelos momentos maravilhosos.

Raquel disse...

Oi Mildred... Nossa!! A festinha da Gabi e as músicas mexeram com ela e por isso ficou assim tão saudosa... Tadinha! Deve ter sido de partir o coração de uma mãe, mas enfim, a vida é assim, meio dura, até para as crianças... Sorte da Gabi e do Lucas que tem pais tão maravilhos e presentes pra curar essa dorzinha.
um bjo especial pra ela (fico imaginando qdo for a minha Bibi)

Sara e Vitor disse...

Oi Mildred! Tudo bem?

Até eu fiquei de coração apertado só em ler a história de sua pequena. Imagino como você deve ter se sentido. Mas que bom que tudo se resolveu da melhor maneira, não é mesmo!? Fico feliz! Graças a tecnologia!!! O que seria de nós sem ela!? (:

Um grande abraço pra você e para todos! Manda um abraço para o Renato, ok?

Vitor

Rogério disse...

Quando o assunto envolve nossos filhos ficamos mais preocupados. Afinal, não conseguimos ter certeza se será o melhor para eles ou não.

Mas como é impossível termos certeza de alguma coisa no futuro, pelo memos, nossas ações devem seguir o nosso coração.

Grande abraço e mantenham-se firmes!

Fiquem com Deus!

Rogério Lima

Ana disse...

Oi, Mildred. Cheguei aqui atraves do blog do Ravi. A gente ta aqui em Vancouver. Se quiser, passa no meu blog pra nos conhecer! Lindos seus filhos e sei bem como eh isso da saudade. A minha eh pequena ainda, 4 anos, mas tambem teve seus momentos de saudade... eh duro, ne?

Sila & Carlos disse...

Ô meu Deus...tadinhos... realmente a saudade é o que mata quando estamos longe ne!?
Adorei as fotinhos de cabanas deles. heheheheh!
beijinhosss

raquel e daniel disse...

Nossa um monte de cabanas na sala da Mildred,rs.É uma delícia mesmo!

Acredito que crianças superem bem mais fácil a saudade de quem esta longe.Falo isso por mim, que aprendi desde cedo a conviver longe de toda a minha família quando meus pais resolveram morar no Piauí, era criança quando isso aconteceu.E mesmo longe da família e passar meses sem nos falarmos e anos sem nos vermos, o sentimento de amor e afeto entre nós é enorme.

Um grande beijo

Neuzinha disse...

Oi Mildred e Renato,
Aqui no Brasil já mudamos a folhinha, então, lembramos q hoje é o Dia de vcs.
Feliz Aniversário de Casamento! Feliz 10 anos de linda convivência!
Feliz amor! E com tanta coisa maravilhosa na vida de vcs ,a Gabi terá sempre o consolo e o encorajamento necessário nos momentos mais difíceis.
Somos gratos a Deus pela vida de vcs 4 e agradecemos por todas as dicas q tem nos passado. Vamos embarcar para Vancouver dia 18/08. Torçam por nós.
Abraços, Neuzinha e Maurício.

Neuzinha disse...

Oi Mildred e Renato,

Aqui no Brasil já mudamos a folhinha, lembramos q é o Dia de vcs.(24/07).
Feliz Aniversário de Casamento!
Feliz convivência!
Feliz amor! Parabéns por serem um casal q inspira outros a fortalecerem o relacionamento conjugal. E essa forte relação é o q passa segurança para os filhos.
Um grande abraço, Neuzinha e Maurício.

Karina disse...

Oi Mildred, fiquei imaginando os meus quando estiveram aí. Eles foram os primeiros e únicos netos por 4 anos e somado ao fato de serem gêmeos, imagine a paaricação dos avós... O Gabriel é muito, muito sensível ra essas coisas, e imagino que ele sentirá bastante. Pelo menos eles terão amiguinhos que saberão o que dizer para consolá-los. Afinal, a gente se acostuma com a saudade também não é?
Ainda bem que sua casa nova oferece muito espaço pra eles soltarem a imaginação,rs.
Um beijo
Até breve (assim espero)!